terça-feira, 8 de abril de 2014

a felicidade, meu amor, tem a temperatura do teu colo. 
a chuva a fechar a noite, os cobertores a aquecerem-nos o coração, o meu cansaço, a tua mão no meu cabelo. o mar podia entrar agora pelo chão da sala, invadir o sofá, que nem assim eu acordaria.

.
DA

Nenhum comentário: